Já faz algum tempo que a quarentena foi instaurada no Brasil e por conta de todo esse clima incerto, as pessoas estão dentro de casa consumindo cada vez mais conteúdos que vêm de diversos canais. 

Nessa hora, é bacana dar uma olhada no que os concorrentes e as grandes marcas estão fazendo. Muitas já se pronunciaram e planejaram ações afirmativas durante esse período desafiador. Ambev está produzindo álcool gel, Mercado Livre mudou o tradicional logo de aperto de mão para um com mãos separadas e prontas para a luta, Google disponibilizou algumas funcionalidades premium, entre outras. 

O mais recomendado neste momento é que você e sua marca também se posicionem e comuniquem ao público qual será o panorama dos próximos dias, mesmo que ele seja alarmante. Manter a comunicação ativa com transparência e comprometimento, é muito importante neste momento. 

Mas o que dizer nesses comunicados? Informe horário de funcionamento, indique como está seguindo as ordens da OMS (Organização Mundial de Saúde), ofereça soluções (delivery, materiais online, videoconferências), entenda quais as necessidades dos clientes nesse momento (envie formulários, enquetes) e peça compreensão e ajuda durante o período de quarentena. Tudo isso de acordo com a linguagem da sua marca.

Mas afinal, quais ferramentas te ajudam na comunicação com o clientes na internet? Para te ajudar, selecionamos 4 opções para você começar a usar. Confira!

E-mail Marketing

Pode até parecer ultrapassado, mas e-mail ainda é uma via importantíssima de comunicação. 72% dos consumidores escolhem e-mail como o melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas, segundo o canal MarketingSherpa. 

Para que a parte operacional de mandar e-mails seja facilitada, é ideal contratar uma ferramenta de e-mail marketing. Nela, é possível programar envios, escolher layouts, entender as estatísticas de abertura e de envio. 

Se você ainda não tem um e-mail corporativo profissional, talvez essa seja a melhor hora de contratá-lo. Isso aumentará muito sua credibilidade e, consequentemente, a taxa de abertura e de resposta.

Redes sociais

Estamos num momento nunca visto. As redes sociais, que já eram canais extremamente explorados pelas marcas, se tornaram uma das principais vias de comunicação entre cliente-empresa. O Brasil é um dos países que lidera o ranking de horas passadas em redes sociais. De acordo com o portal Olhar Digital, são 3h30 por dia. Hoje, estar nas redes como marca, já não é uma recomendação, é uma obrigação.

Para te ajudar a começar, selecionamos as duas redes sociais mais utilizadas nos últimos dias e quais estratégias você pode aplicar. Confira!

Instagram

É uma rede que toma a atenção de muitas pessoas. Ainda de acordo com o Olhar Digital, o público jovem, por exemplo, passa em média 1h30 por dia zapeando a timeline do Instagram. 

O que tem se observado por parte das marcas é que existe muito apelo visual, porque além das fotos e vídeos da timeline, é possível usar os stories e os vídeos de Instagram TV (com mais de 1 minuto e meio), com objetivo de expor seu produto ou serviço de uma maneira mais dinâmica. 

Existe a opção de pagar para que o Instagram espalhe seus anúncios ou fazer isso de forma orgânica. Tudo depende de seus objetivos dentro da rede.

É importante colocar na descrição do perfil o horário de funcionamento, local, formas de contato e uma frase sobre o objetivo da marca. Siga perfis e reúna referências de outras marcas para se inspirar!

WhatsApp

Quem não olha pelo menos uma vez por dia o famoso “Zap”? Justamente por esse motivo, essa rede tem se tornado muito importante para pequenas e médias empresas, já que é um canal de conversa mais fácil e mais dinâmico. 

É por esse motivo que a empresa criou a versão “For Business” (para negócios) direcionado a pequenas empresas.  Ele facilita a interação com os clientes e fornece ferramentas para automatizar, classificar e responder rapidamente a mensagens.

Alguns dos recursos que oferecem no app incluem:

  • Perfil comercial para exibir informações importantes, como o endereço, o e-mail e o site de uma empresa.
  • Estatísticas para visualizar quantas mensagens foram enviadas, entregues e lidas.
  • Ferramentas de mensagens para responder rapidamente os clientes.

E estas são algumas maneiras disponíveis no mercado para que você mantenha uma comunicação ativa gastando nada ou muito pouco. Em breve, essa crise passará e tudo voltará ao normal na medida do possível. É importante observar, sobretudo, essas oscilações circunstanciais no mercado como oportunidades de melhorias para o negócio.

Aproveite para conferir mais conteúdos e estratégias para adotar na sua empresa.