Mesmo diante da crise dos últimos dias, empreendedores e profissionais estão se adaptando para transformar desafios em oportunidades. Hoje, a internet é o principal aliado para quem quer gerar resultados e fechar novos negócios. Mas e você, empreendedor(a), o que pode fazer agora para manter seu negócio ativo nesse período tão desafiador? Separamos algumas dicas para te ajudar a superar essa crise da melhor maneira possível.

1 Criar um site

Estamos diante de um fato: a internet tomou conta do nosso dia a dia. Quando vamos comprar algo, a primeira coisa que fazemos é procurar esse algo no Google ou em qualquer site de busca. Isso significa que o online se tornou uma das principais portas para alcançar clientes. E o primeiro passo para se inserir nesse mundo é criar um site próprio. 

Em seu site, você pode apresentar informações importantes, como horário de funcionamento, avisos, conteúdos exclusivos, anúncios, entre outras coisas.

Lembrando que isso vale igualmente caso você tenha uma loja física ou apenas preste algum tipo de serviço. O tipo de site que você vai montar depende muito de quais são seus objetivos, ele pode ser: institucional, one page, hotsite, loja virtual e mais. Quer entender como criar um site do zero? Aprenda como criar um site em 9 passos!

2 Começar a vender online

Segundo o portal E-commerce Brasil, na comparação entre fevereiro e março, o crescimento das compras online foi de 23% nos Estados Unidos, 27% na Rússia, 31% na Itália e 18% no Reino Unido. Os três países onde a mudança de hábito ficou mais evidente são o Vietnã (57%), Índia (55%) e China (50%). 

E no Brasil não é diferente: a quarentena tem feito com que as pessoas comprem os produtos pela internet e a tendência é que esse cenário se mantenha até que esse período termine. Por isso, é hora de arregaçar as mangas e começar a vender online. 

As vendas podem ser feitas por meio de uma loja virtual, pelas redes sociais, WhatsApp e mais. Tudo depende da logística do seu negócio, do estoque e da sua capacidade de produção. Se o seu produto é um serviço, ofereça videoconferências, ebooks, conteúdo exclusivo nas redes sociais, etc. Temos um conteúdo especial para te ajudar a vender online. Confira!

3 Pensar em delivery

Ao portal HuffPost Brasil, o aplicativo de delivery Rappi informa que registrou nas últimas semanas um aumento de 30% no número de pedidos, principalmente em restaurantes, supermercados e farmácias. Isso significa que além de contar com os Correios (que estão sobrecarregados) é ideal contratar e fornecer serviços de entrega para que seu comércio continue ativo. 

É importante lembrar que todos os direcionamentos de cuidados e medidas de proteção recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) devem ser acatados e que o objetivo principal de toda essa dinâmica é não espalhar o vírus. Saiba como funciona os serviços de delivery e acesse mais conteúdos aqui.

4 Manter uma comunicação ativa com os clientes

É muito importante que o seu público fique informado sobre como o seu negócio vai funcionar durante o período da quarentena. Só assim o cliente poderá se programar para consumir os produtos e serviços que você oferece. Para manter essa comunicação ativa, existem diversas formas. Vamos te aconselhar a utilizar duas ferramentas:  o e-mail marketing e as redes sociais. 

A comunicação por e-mail ainda é uma via importantíssima de conversa com o seu cliente. Segundo o site mediapost, existem cerca de 4,3 bilhões de contas de e-mail em todo o mundo e existe uma estimativa de que 92% das pessoas usam esse recurso, 61% delas diariamente. Você pode fazer esses envios por meio de uma ferramenta de e-mail marketing ou manualmente. As redes sociais também são recursos preciosos para conversar com os clientes. Principalmente Instagram e WhatsApp. 

+Leia mais: Entenda como funciona o e-mail marketing!

5 Manter a transparência e os cuidados sanitários recomendados pela OMS

Em tempos de fakenews é muito importante que você seja transparente com seus clientes. Explique e se solidarize com os diversos problemas que a pandemia trouxe ao seu negócio, peça paciência e empatia. É tudo que precisamos nesse momento. Também recomendamos munir o cliente com informações periódicas do status de vendas e serviços

É igualmente importante seguir todas as recomendações sanitárias estipuladas pelo Ministério da Saúde e a OMS para conter a disseminação do vírus. Por mais que a situação seja desesperadora, não negligencie o status de emergência que o mundo se encontra. 

Esperamos que essas dicas te ajudem. Não esqueça de realizar as atividades com muito planejamento para que resultem positivas tanto para a sociedade quanto para o seu negócio.